Point do Jardim Galeteria

segunda-feira, 30 de abril de 2018

CARTA ABERTA AO SENHOR ROMILDO DAMASCENO PREFEITO MUNICIPAL DE TUTÓIA MA

Emocionante desabafo de uma funcionaria da prefeitura

Municipal de Tutoia.



Olá Senhor Prefeito!

Meu nome é Valéria Sousa, sou moradora do Paxicá, votei no Senhor assim como maior parte da população tutoiense. Votei no senhor porque sonhava com uma Tutóia melhor e acreditei que o senhor seria o homem à torna-lá melhor. Eu sou contratada da Prefeitura Municipal de Tutóia, o senhor não sabe como fiquei feliz no dia em que assinei meu primeiro contrato, porque assim como crianças, jovens, adultos e idosos eu também tenho sonhos, e o meu sonho era trabalhar. Ano passado o Senhor que é o gestor de nossa cidade sabe como ocorreu o pagamento, com atrasos constantes, fomos levando a promessa de que tudo ia melhorar, afinal de contas somos brasileiros, e brasileiros não desistem nunca. Sabe senhor Prefeito, não vim aqui lhe xingar, porque não tenho cara para isso, mas vim lhe fazer um apelo, um apelo que não é somente em meu nome. Trabalho na área da educação, e é com tamanha educação que lhe escrevo, acredito que ela é a base de tudo. O apelo que lhe faço não é somente em meu nome, mas em nome de todos os meus colegas de trabalho que estão sofrendo como eu. É triste senhor, chegar a data do pagamento e não ter aquele tão pouquinho que para nós é tanto, disponível na nossa conta, é triste saber que temos família e mais triste ainda é não poder dá a ela um pouquinho de alegria, porque com fome ninguém, absolutamente ninguém pode exibir um sorriso, não sei se o senhor já sentiu a dor da fome, espero do fundo do coração que nunca sinta, pois ela dói tanto que é incapaz de ser explicada, e não é só uma dor física é mais que isso, é uma espiritual. Senhor, com todo respeito, nós só queremos nosso tão sofrido salário em dias, não estamos reclamando do valor apesar de ser tão pouco. Sabe, quando eu era criança eu não tinha noção de quanto era isso ou quanto era aquilo, mas tinha vontade de ter certos objetos e até comer certas comidas, meus pais faziam o impossível para me dá, hoje eu entendo a dor de negar algo para um filho. Senhor, sei que suas origens foram humildes, muito humildes, e só estou aqui lhe implorando, suplicando nossos salários em dias. Não nós deixe sofrer mais, a dor do sofrimento dói imensamente. Em sua campanha o senhor andou junto com o povo, não nos abandone por favor. Sabe, costumo ler um texto que fala dos 5% que fazem a diferença, que de 95 % das pessoas apenas 5% fazem a diferença, faça parte desses 5% senhor Prefeito.

Agradeço sua atenção, e lembre-se que não será um nem dois, mais muitos pais de família gratos se o Senhor fizer esse esforço para nos pagar em dias.

Obrigada pela sua atenção!

Publicação autoriza pela autora do texto /  Valéria Sousa

Nenhum comentário:

Postar um comentário